Atividades culturais marcam aniversário do Parque Estadual Carlos Botelho em Sete Barras

O Parque Estadual Carlos Botelho (SP) comemora os seus 35 anos com uma série de eventos e atividades voltados para todos. Até o dia 10 de setembro, os eventos terão ênfase nas comunidades tradicionais como indígenas e quilombolas, mostrando sua cultura em exposições, oficinas, apresentações culturais, rodas de conversa e trilhas.

No feriado de 7 de setembro, o Núcleo Sete Barras, realiza o 1º Festival Carlos Botelho Arte e Cultura, em parceria com o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) de Sete Barras e Parque Carlos Botelho e Prefeitura, enfatizam a cultura indígena com oficinas, apresentações e outras atividades. “É a primeira vez que o aniversário do parque Carlos Botelho é comemorado na sede de Sete Barras”, enfatiza o secretário de Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura, Cláudio Garrafão

Os dias 8 a 10 serão voltados à Cultura Afro e Quilombola. Na sede da unidade de conservação, no município de São Miguel, haverá uma roda de conversas com membros da reserva particular do patrimônio natural e parques ecológicos. Os eventos são aberto ao público. (veja a programação completa)

Situada entre os municípios paulistas de São Miguel Arcanjo, Sete Barras, Tapiraí e Capão Bonito, a unidade de conservação é uma das quatro que compõem o Mosaico de Parananema, ao lado do Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (SP), do Parque Estadual Intervales (SP), do Parque Estadual Nascentes do Paranapanema (SP) e da Estação Ecológica de Xitué (SP), compondo um dos maiores contínuos de Mata Atlântica do país.

O Parque também é um importante refúgio de espécies ameaçadas de extinção, em especial do muriqui (primatas do gênero Brachyteles). “O PECB abriga a maior população mundial do maior primata das Américas, o muriqui, que se tornou a espécie-símbolo do parque. Promover a manutenção e sustentabilidade desta e de outras espécies chaves da Mata Atlântica – como a onça pintada, anta, onça-parda e cachorro-do-mato-vinagre – é uma grande conquista ambiental para a região do Alto do Paranapanema e Vale do Ribeira”, diz Stephanie Sales, gestora do parque.

Para a programação. Clique aqui.
Acessos a esta notícia: 93
Não disponível!

Deixe um Comentário

Tamanho da fonte: Imprimir: