ONG realiza maior expedição brasileira em Sete Barras

“Foi a maior expedição que o SAS Brasil já fez do ponto de vista de logística, estrutura e número de voluntários. As ações envolveram três grandes áreas: a saúde da mulher, a educação e cultura (palestras, teatro e cinema) e os atendimentos oftalmológicos e odontológicos. A cidade nos recebeu muito bem, ficamos impressionados e pretendemos voltar para fazer outras ações”. Dessa forma, a coordenadora do SAS Brasil, a médica e coordenadora do SAS Brasil, Adriana Mallet, avaliou o trabalho social realizado em Sete Barras, no último fim de semana.

Conforme levantamento da ONG, foram 491 triagens odontológicas, 600 orientações (palestras para crianças sobre escovação e saúde bucal) e escovações supervisionadas com aplicação de flúor. E essa foi a primeira vez que o SAS Brasil fez uma ação desse tipo, com atendimento odontológico. A “superfórmula” distribuída por voluntários caracterizados de super-heróis, para que as crianças tomem os vermífugos foram distribuídos para 230 crianças (vale lembrar que os pais devem levar as crianças para tomar a segunda dose no posto). Cerca de 300 crianças fizeram exames de acuidade visual.

A equipe da ONG foi formada por 76 voluntários ao todo, entre equipe SAS Brasil, alunos do Anglo Tamandaré e equipe do curso de Odontologia da USP, além de funcionários das secretárias de Educação e Saúde da Prefeitura de Sete Barras que participaram como parceiros das atividades. A Prefeitura Municipal foi responsável, por meio das secretarias, de garantir toda a logística do local na Escola Durval de Castro e alimentação da equipe onde foram realizadas as atividades.

Consciente da importância do trabalho social realizado no Município, a secretária de Saúde, Lúcia Maia, informou que a Secretaria cedeu material profissional para colaborar com o trabalho da ONG e a Secretaria de Educação envolveu todas as escolas da rede municipal e professores voluntários participaram da organização nos dois dias de evento.

Foram realizados ainda 237 exames ginecológicos, entre cobas e papanicolau. 112 mulheres participaram em três sessões na palestra de saúde da mulher. “Para outubro esperamos finalizar os atendimentos com cirurgias para pacientes com lesões precursoras de câncer de colo do útero, o atendimento oftalmológico completo das 300 crianças já cadastradas, que receberão gratuitamente os óculos doados e as brincadeiras para levar alegria às crianças”, explicou a coordenadora do SAS Brasil.

Acessos a esta notícia: 200
Não disponível!

Deixe um Comentário

Tamanho da fonte: Imprimir: