Segunda, 15 de Agosto de 2022

SETE BARRAS SEDIOU O VIII SIMPÓSIO SOBRE O PROJETO SAF JUÇARA

A Prefeitura de Sete Barras por meio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável apoiou o VIII Simpósio promovido pela VERSTA - ONG japonesa de fomento à sustentabilidade e pelo Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA).

O programa Refloresta SP e o novo ICMS Ambiental foram algumas das principais iniciativas do Governo do Estado mencionadas durante a 8ª edição do seminário sobre o Projeto SAF Juçara, que tem o objetivo de promover o cultivo da palmeira juçara em Sistemas Agroflorestais (SAF) para obtenção e comercialização da polpa como estratégia de conservação desta espécie.

O simpósio foi promovido pela VERSTA – ONG japonesa de fomento à sustentabilidade e pelo Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA) – vinculado à Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA). Realizado em formato semipresencial no mês de fevereiro em Sete Barras, no Vale do Ribeira, o evento contou com a participação do diretor do Departamento Técnico Científico do Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA), Marco Aurélio Nalon.

Conforme destacado pelo especialista, as ações debatidas no decorrer do seminário e que visam à sustentabilidade vão ao encontro das políticas públicas já em andamento no âmbito do Governo Paulista. “O programa Refloresta SP é uma inciativa que prevê a restauração de 1,5 milhão de hectares de vegetação nativa no estado até 2050. O novo ICMS Ambiental é outra medida que valorizará, por meio de maiores repasses, aqueles municípios que trabalham para manter e aumentar a vegetação nativa fora das unidades de conservação”.

Nalon destacou ainda a importância do seminário. “Ele mostra claramente o quanto é viável conciliar o desenvolvimento à conservação e à preservação. E quando olhamos a (palmeira) juçara, uma espécie nativa em extinção, e ações que promovem sua recuperação no meio ambiente de forma sustentável, trazendo bem-estar à comunidade, é realmente um caso de sucesso que, tenho certeza, vai servir de exemplo para outros projetos na faixa costeira e em todo território paulista”.

Nalon também atentou para outro aspecto da região relacionada às florestas em pé. “Eu percebo um envolvimento das escolas, dos alunos, da comunidade quanto ao pertencimento a esses bens imateriais, de tomar as rédeas e ter o conhecimento local. Restaurar e conservar o seu ambiente é um dos mais importantes legados que deixamos para as próximas gerações”.

O representante do IPA também enalteceu a importância do Vale do Ribeira em se tratando de restauração. “A região como um todo é o maior repositório de vegetação nativa de Mata Atlântica do estado, diria até do país, sendo um grande fornecedor de serviços ecossistêmicos”. A região do Ribeira integra o programa estadual de desenvolvimento sustentável Vale do Futuro, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR).

Também participaram de maneira on-line o diretor do Departamento de Tecnologia e Informação do IPA, Emerson Alves da Silva, e o diretor do Departamento de Gestão do Conhecimento, Luiz Mauro Barbosa.

Estiveram prestigiando o evento os prefeitos de Sete Barras Dean Martins e Nilton Hirota, Registro juntamente com o secretário de Desenvolvimento Sustentável Cláudio Garrafão.

Fonte: Governo do Estado.
86 acessos a esta notícia até o momento.
Não disponível!

Deixe um Comentário

Tamanho da fonte: Imprimir: